Home » Organização Financeira » Organização financeira: assuma o controle das suas finanças
Organização Financeira

Organização financeira: assuma o controle das suas finanças

O planejamento financeiro é ideal para quem deseja se estabelecer em uma rotina organizada e sem estresse. Por isso o artigo de hoje vamos dar dicas para que você assuma o controle das suas finanças de uma vez por todas e não fique mais no aperto.

Você vive reclamando que vive para trabalhar, e frequentemente até perde momentos importantes por causa de compromissos profissionais ou burocráticos. A realidade de muitas pessoas é realmente trabalhar para ganhar dinheiro e garantir um futuro tranquilo para si próprio e a sua família. Mas para garantir que esse futuro seja realmente tranquilo é preciso que você tenha controle sobre a sua vida financeira.

A organização de qualquer coisa, significa assumir o controle sobre aquilo, ou seja, não deixar que fique ao acaso. É como quando organizamos uma gaveta por exemplo, onde usamos o organizador para organizar cada objeto em um espaço do mesmo, ficando cada coisa em seu lugar, para evitar que se perca ou se misture. Com o nosso dinheiro, o mesmo princípio deve ser aplicado, separar aquilo que pode ser gasto, aquilo que vai para pagar contas, aquilo que vai para ser poupado ou investido, e assim por diante.

A partir do momento que você tiver o controle sobre o seu próprio dinheiro, você passa a viver uma vida com menos preocupações, mais próspera e mais feliz.

Anote tudo

assuma-o-controle-das-suas-finanças

Antes de continuar com as dicas sobre organização financeira, eu quero te fazer uma pergunta: Você sabe exatamente quanto ganha e quais são os seus custos fixos no mês? Anote tudo o que recebe: o seu salário bruto, descontos e o saldo final.

Também não se esqueça de tomar nota das suas despesas fixas e inevitáveis, como no caso da conta de água, conta de luz, aluguel, entre outras.

Você pode utilizar diversas ferramentas para isso como aplicativos, planilhas até mesmo o caderno o que for mais fácil e prático para você, o importante é anotar tudo, pois isso irá te ajudar a controlar as finanças de maneira organizada.

Fazendo isso você consegue chegar exatamente ao valor que vai ficar disponível depois quê aniquila todas as coisas contas.

Liquide suas dívidas

Caso você tenha dívidas acumuladas é importante fazer um levantamento de todas elas. Trabalhe com uma de cada vez procurando fazer negociações ou refinanciamentos. Evite também acumular novas dívidas.

E lembre-se quitar as dívidas é o primeiro passo, afinal você não pode pular para o passo de poupar ou investir se você tiver dívidas acumuladas a pagar.

Poupar, poupar, poupar

poupe-dinheiro

Você é refém do dinheiro? Ser refém do dinheiro que ganhamos não é a chave para ter o controle sobre ele. Mas, fazendo uma pequena reserva que seja você já deixa de ser refém dele.

Poupar é o caminho para realizar os seus sonhos, portanto se tiver dívidas, elimine-as, livrando-se das dívidas você pode aproveitar tudo que ganha com responsabilidade e economia, poupando uma parcela dele para realizar objetivos de curto, médio e longo prazo, tudo isso com metas definidas e bem ajustadas.

A reserva financeira também deve ser feita para possíveis emergências.

Gaste com sabedoria e equilíbrio

Organização-financeira

É fundamental que você tenha equilíbrio para atingir os seus objetivos e realmente aproveitar os benefícios da organização financeira.

Além de colocar em prática todas as dicas acima, você deve também saber como gastar o seu dinheiro, ter consciência ao comprar. Antes de comprar qualquer coisa faça os seguintes questionamentos:

1 - Eu realmente preciso disso?

Você deve perceber quando desejo acaba se sobressaindo a necessidade. Por exemplo: "Preciso adquirir um novo modelo de celular quando o meu ainda atinge as minhas necessidades e não tem sequer um ano de uso?" ou "Preciso mesmo comprar um novo tênis de corrida se o meu está em bom estado e ainda vai durar mais algum tempo?". Estes são questionamentos fundamentais para o consumo consciente. Muitas, muitas e muitas vezes mesmo, o o desejo comanda a ação de comprar. Mas quem realmente deve comanda-la é a razão.

2 - Hoje é o dia do mês certo para gastar?

Isso também com certeza deve ser levado em consideração. Você deve levar em conta o dia do mês e o tempo entre ele e a data em que você vai receber seu salário ou parte dele. Pois cá entre nós, se o dia em que você quer comprar e o dia que entrar dinheiro estiver longe, é muito provável que você utilize o seu cartão de crédito ou cheque especial para pagar. Resultado: a organização financeira vai por água abaixo.

3 - Está oferta é tão irresistível quanto parece?

Vivemos em uma época em que a quantidade de produtos e serviços que nos oferecem é imensa. São ofertas tão irresistível que a lógica seria responder sim a todas elas! E aí que mora o perigo. Temos que saber discernir o que precisamos, ou até mesmo almejamos sem agir por impulso, cair em propagandas enganosas e decepções.

Como Investir?

investir-dinheiro

Existem diversos tipos de investimentos, eles variam de acordo com a meta e perfil do investidor. Para metas de curto prazo a poupança é o mais indicado, para as de médio prazo LCI, LCA, CDB, títulos do tesouro, entre outros. Já para as metas de longo prazo o recomendado são títulos do Tesouro, previdência privada e ações. Mas, não deixe de procurar assistência de uma especialista para decidir o melhor investimento para você.

Se você gosta de artigos sobre organização financeira não deixe de ler: 6 dicas para organizar sua vida financeira.

Conclusão

No artigo de hoje você viu como assumir o controle das suas finanças vai te ajudar a ter uma vida mais equilibrada, organizada, onde a realização dos sonhos começa a se tornar possível.

Se você entende a importância da organização financeira, não deixe de compartilhar esses post com seus amigos, deixar seu comentário e até o próximo post.

Comentários

Nenhum comentário foi publicado para este post. Seja o primeiro a comentar...